Eike renunciou à presidência do conselho da LLX

Eike renunciou à presidência do conselho da LLX

Em mais um passo da reestruturação do grupo EBX, o empresário Eike Batista renunciou ao cargo de presidente do Conselho de Administração da LLX, braço de logística do conglomerado e responsável pelo porto de Açu.

A companhia anunciou nesta quarta-feira (28) a nomeação do engenheiro Roberto D’Araújo para o lugar de Eike. Senna, que foi diretor da Odebrecht e tem passagens pelo setores imobiliário e de telecomunicações, já ocupava o cargo de conselheiro da LLX, para o qual havia sido reeleito em abril deste ano.

O conglomerado de Eike Batista passa por um momento de reestruturação para tentar reverter a turbulência que afeta as empresas do grupo. O esforço é para reduzir dívidas que somam mais de R$ 20 bilhões e reconquistar a credibilidade e a confiança dos investidores nos negócios.

O empresário iniciou nesta semana negociação para convencer credores da OGX, de exploração de petróleo e um dos mais importantes negócios do grupo, a converter dívidas no valor de R$ 3,6 bilhões em participação na empresa.

A própria LLX divulgou um acordo recente com o grupo americano EIG, que vai injetar R$ 1,3 bilhão na empresa após aumento de capital que depende ainda de algumas condições, como a celebração dos contratos definitivos, aprovações regulatórias e societárias, além de um processo de auditoria que está sendo feito pelo grupo EIG na LLX.

Se for concluída, após a operação de aumento de capital o grupo americano será o controlador da LLX e Eike deixará também a administração da companhia, mantendo porém uma participação relevante na companhia, de 21%.

“Os recursos provenientes deste aumento de capital somados às linhas de crédito existentes deverão prover a LLX com os recursos necessários na execução do plano de investimento da Companhia na Construção do Superporto do Açu, além de reforçar sua estrutura de capital”, disse a empresa em nota.

A LLX é responsável pelo projeto do porto do Açu. O empreendimento fica em São João da Barra e está previsto para entrar em operação neste ano. O porto ocupa uma área equivalente de 90 quilômetros quadrados e terá capacidade para transportar 350 milhões de toneladas de carga.

“É uma honra presidir o Conselho de Administração da LLX num momento tão importante da companhia, onde se inicia uma nova fase. Estou comprometido com o sucesso da empresa e convencido da importância do Superporto do Açu para o Brasil”, destacou Senna.     Fonte

Eike Batista pode perder EBX

Eike coloca à venda ativos da MMX, CCX e AUX

Babi Rossi usa chip para não engravidar de Olin Batista

Karine Dal Toé no Brasil – sites no brasil

Famosos no Brasil – sites no brasil

Conheça quem é a amante de Eike Batista – Fotos

Comente este artigo :

Tags: , ,