Politica  »  Saúde

Dilma sanciona Lei do Mais Médicos

Dilma sanciona Lei do Mais Médicos

A presidente Dilma Rousseff iniciou seu discurso na cerimônia de sanção da Medida Provisória do Programa Mais Médicos, fazendo uma homenagem ao médico cubano que foi alvo de fortes protestos quando chegou ao Brasil. Dilma disse que o profissional sofreu um “imenso constrangimento” e pediu desculpas a ele, em nome do povo brasileiro.

“Eu queria cumprimentar cada um dos médicos e das médicas, porque eles representam muito bem a grande nação latino-americana”, afirmou a presidente, diante da presença de diversos médicos estrangeiros que participam do programa.

Dilma também prestou homenagem aos médicos brasileiros. “Eu começo cumprimentando aquele profissional que todas as pessoas, quando fragilizadas, procuram”, disse. “Eu queria dizer a todos vocês que uma das profissões mais generosas é a do médico. A todos vocês, que são um centro deste programa, queria dizer muito obrigado”.

Farmácia Popular

Após a cerimônia, a presidenta disse ainda que a atuação dos profissionais do Programa Mais Médicos ampliou o acesso dos brasileiros ao Programa Farmácia Popular, que fornece medicamentos considerados essenciais a preços subsidiados. “Só em setembro, 13 mil pacientes do Mais Médicos foram beneficiados pelo Farmácia Popular”, escreveu Dilma em sua conta no Twitter.

No Programa Farmácia Popular, as prefeituras recebem verba do Ministério da Saúde para montar a estrutura física da farmácia, além de auxílio para contratar profissionais destinados ao atendimento. Segundo o governo, o objetivo é ampliar o acesso da população aos medicamentos essenciais a um preço reduzido.

Dilma também escreveu no Twitter que o Mais Médicos já mostra resultados positivos. Foram mais de 320 mil consultas pelos cerca de 1,3 mil médicos que já atendem pelo programa. “Até o final do mês de outubro serão 3,5 mil médicos atendendo pelo Brasil afora”, escreveu. O Mais Médicos garante a contratação de profissionais brasileiros e estrangeiros para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS) em regiões com déficit de atendimento, como periferias de grandes cidades, municípios do interior e regiões isoladas.

Adotada pela Presidência da República a partir de 8 de julho, após as manifestações que reuniram centenas de milhares de pessoas em várias cidades de todo o país, a MP que instituiu o Mais Médicos foi aprovada na quarta-feira (16) pelo Senado, após passar pelo crivo dos deputados, que alteraram os pontos mais polêmicos da matéria. A competência de emitir registro provisório para que médicos estrangeiros atuem pelo programa foi transferida dos conselhos regionais de Medicina para o Ministério da Saúde. “Os conselhos regionais de Medicina permanecerão com a responsabilidade de fiscalizar o trabalho dos médicos do programa”, informa o governo.    Fonte

HOSPITAIS E CENTROS MÉDICOS NO BRASIL

LIVROS DE MEDICINA NO BRASIL

EMPRESAS FARMACÊUTICAS NO BRASIL

SERVIÇOS MÉDICOS ODONTOLÓGICOS NO BRASIL

EDITORAS DE MEDICINA NO BRASIL

O Novo Código de Ética de médicos – sites no brasil

CLÍNICAS DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA NO BRASIL

SEGURADORAS MEDICAS NO BRASIL

PLANOS E SEGUROS DE SAÚDE NO BRASIL

LIVRARIAS DA SAÚDE NO BRASIL

SOFTWARE PARA ÁREA MÉDICA NO BRASIL

Comente este artigo :

Tags: , , , , ,